ead-espiritismo

Bem vind@ ao EaD Espiritismo 

O EaD Espiritismo - FEB é oferecido a todos que visam realizar estudos da Doutrina Espírita na modalidade à distância.

Compreende ambiente virtual dinâmico e interativo, com metodologia que proporcione a reflexão dos temas, relacionando-os à vida cotidiana.  

O EaD Espiritismo é um recurso precioso que auxilia na construção do conhecimento espírita e na reforma moral.

Por ser um recurso que permite ao participante organizar-se, otimizando seu tempo, pode ser acessado várias vezes, enquanto durar o acesso disponível.

Atualmente, são oferecidos 10 temas de estudo NÃO SEQUENCIAIS, ou seja, os estudos não obedecem uma ordem e a escolha pode ser feita a partir do interesse pessoal.

A inscrição é gratuita! 

Desejamos boas reflexões!

MAIS INFORMAÇÕES: eadespiritismo@febnet.org.br

Equipe EaD Espiritismo

Obs. Cada participante pode se inscrever em, no máximo, dois estudos.

Período de inscriçõesdo dia 27 de fevereiro (a partir das 12h) ao 02 de março de 2023 (até 23h59), (horário de Brasília), ou até esgotarem as vagas.

Caso tenha dificuldades em realizar sua inscrição, veja o Fluxo da Inscrição. CLIQUE AQUI

Dia 10 de março de 2023, iniciaremos os estudos.

ESTUDOS DISPONÍVEIS:

Estudo 5 - As leis morais - Lei Divina ou Natural e Lei de Adoração

O Espiritismo [...] é uma filosofia viva, patente a todos os espíritos livres, e que progride por evolução. Não faz imposições de ordem alguma; propõe, e o que propõe apóia-se em fatos de experiência e provas morais; não exclui nenhuma das outras crenças, mas se eleva acima delas e abraça-as numa fórmula mais vasta, numa expressão mais elevada e extensa da verdade. 

DENIS, Léon. O problema do ser, do destino e da dor. os testemunhos, os fatos e as leis. 28. ed. Rio de Janeiro: FEB. 2005.

Clique aqui para acessar

Estudo 4 - Princípios básicos da Doutrina Espírita - Pluralidade dos Mundos Habitados

A casa do Pai é o Universo. As diferentes moradas são os mundos que circulam no Espaço infinito e oferecem, aos Espíritos que neles encarnam, moradas correspondentes ao adiantamento dos mesmos Espíritos.

KARDEC, Allan. O Evangelho segundo o Espiritismo. Tradução de Guillon Ribeiro. 86 ed. Cap. 3, it. 2. Rio de Janeiro: FEB, 2005.

Clique aqui para acessar

Estudo 1 – Doutrina Espírita

O Espiritismo [...] é fruto do ensino coletivo dos Espíritos, ensino a que preside o Espírito de Verdade. Nada suprime do Evangelho: antes o completa e elucida. Com o auxílio das novas leis que revela, conjugadas essas leis às que a Ciência já descobrira, faz se compreenda o que era ininteligível e se admita a possibilidade daquilo que a incredulidade considerava inadmissível. [...] Pela sua força moralizadora, ele prepara o reinado do bem na Terra.

KARDEC, Allan. A gênese. Tradução de Guillon Ribeiro. 5 ed. Cap. 17, it. 40. Rio de Janeiro: FEB, 2005. 

Clique aqui para acessar

Estudo 2 - Princípios básicos da Doutrina Espírita - Deus. Espírito

Deus é o centro para o qual convergem e onde vão terminar todas as potências do Universo. É o foco de que emana  toda a ideia de justiça, de solidariedade, de amor, o alvo comum para o qual todos os seres se encaminham, consciente ou inconscientemente. [...] Grande Arquiteto dos mundos. 

DENIS, Léon. O porquê da vida. Solução racional do problema da existência. 22. ed. Rio de Janeiro: FEB. 2006.

Clique aqui para acessar

Estudo 3 - Princípios básicos da Doutrina Espírita - Reencarnação

A doutrina da reencarnação, isto é, a que consiste em admitir para o Espírito muitas existências sucessivas; é a única que corresponde à ideia que formamos da Justiça de Deus para com os homens que se acham em condição moral inferior; a única que pode explicar o futuro e firmar as nossas esperanças, pois que nos oferece os meios de resgatarmos os nossos erros por novas provações. A razão no-la indica e os Espíritos a ensinam. 

KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Tradução de Guillon Ribeiro. 86 ed. Parte 2, Cap. 4, questão 171. Rio de Janeiro: FEB, 2005.

Clique aqui para acessar

Estudo 9 – Lei de Justiça, Amor e Caridade. A perfeição moral. Esperanças e consolações

Verdadeiramente, homem de bem é o que pratica a Lei de Justiça, Amor e Caridade, na sua maior pureza. Se interrogar a própria consciência sobre os atos que praticou, perguntará se não transgrediu essa lei, se não fez o mal, se fez todo bem que podia, se ninguém tem motivos para dele se queixar, enfim se fez aos outros o que desejara que lhe fizessem. Possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo, faz o bem pelo bem, sem contar com qualquer retribuição, e sacrifica seus interesses à justiça.

Allan Kardec: O livro dos espíritos: questão 918 – comentário.

Clique aqui para acessar

Estudo 10 - Vida no Mundo Espiritual

Se a morte fosse a última palavra de todas as coisas, se os nossos destinos se limitassem a esta vida fugitiva, teríamos aspirações de um estado melhor, de que nada, na Terra, nada do que é matéria pode dar-nos a ideia? Teríamos essa sede de conhecer, de saber, que coisa alguma pode saciar? Se tudo cessasse no túmulo, por que essas necessidades, esses sonhos, essas tendências inexplicáveis? [...] A persistência que temos em perseguir, apesar das decepções, um ideal que não é deste mundo, uma felicidade que nos foge sempre é ima indicação firme de que há mais alguma coisa além da vida presente.

DENIS, Léon. Depois da morte. 25 ed. Rio de Janeiro: FEB; 2005. Parte Segunda, Cap. X, pág. 131

Clique aqui para acessar

Estudo 8 - As leis morais - Lei de Igualdade e Lei de Reprodução

A liberdade é, sem dúvida, o grande alvo do ser humano, especialmente daquele que pensa e sente o sofrimento do seu próximo, compreendendo que mediante os recursos valiosos da política da religião, da sociedade, podem mudar-se as paisagens tristes em que se movimentam os excluídos e infelizes, ensejando-lhes oportunidade de crescimento e de aquisição da felicidade. 

FRANCO, Divaldo P. Impermanência e imortalidade. Pelo Espírito Carlos Torres Pastorino. 4. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005.

Clique aqui para acessar

Estudo 6 - As leis morais - Lei de Liberdade e Lei de Progresso 

Livre-arbítrio [...] consiste no cumprimento integral de todos os deveres morais, psíquicos e sociais que facilitam a conquista da autonomia individual, da eterna libertação do cativeiro carnal e planetário, das provas árduas e das dores mortificantes.

GAMA, Zilda. Almas crucificadas. Pelo Espírito Victor Hugo. 11 ed. L 8. Rio de Janeiro: FEB, 2005.


Clique aqui para acessar

Estudo 7 - As leis morais - Lei Sociedade, Lei do Trabalho, Lei de Destruição e Lei de Conservação

A necessidade mais imperiosa de nossas almas é sempre aquela do culto incessante à caridade pura, sem condições de qualquer natureza. Quem estiver fora dessa orientação, respira a distância do apostolado com Jesus.

XAVIER, Francisco Cândido. O Espírito da Verdade. Estudos e dissertações em torno de O evangelho segundo o espiritismo, de Allan Kardec. Por diversos Espíritos. 8 ed. Cap. 84. Rio de Janeiro: FEB, 1992.

Clique aqui para acessar